Produção de vídeo no celular: ajustes básicos de câmera

Claro que a estrutura de uma produtora de vídeo vai garantir qualidade técnica. Mas a câmera do celular oferece tantas possibilidade que o resultado profissional está muito mais ao seu alcance do que você imagina.


Quando elaboramos o curso Como Criar um Vídeo - da ideia à edição nós queríamos mostrar que é possível, sim, chegar a resultados profissionais com equipamentos que a maioria tem em casa (celular e fone de ouvido, por exemplo). Por isso, produzimos mais de 5 horas de videoaulas com um celular Android. E, modéstia à parte, ficou lindo!


>> Você pode assistir aqui a 3 aulas gratuitas


Então, prepare-se para tirar a câmera do seu celular do modo manual, escolha o modo Pro e acompanhe nossas dicas para aprender os ajustes básicos que vão profissionalizar a sua produção caseira de vídeos. Ah, antes de tudo, lembre de limpar a lente da câmera. Parece uma dica boba, mas é muito comum que a gente esqueça deste detalhe e a imagem fique borrada, com qualidade muito inferior ao potencial da câmera.


1. Estabilize a imagem

Primeiro de tudo, entenda que câmera na mão funciona para vídeos curtos (até 30 segundos) e com a intenção de parecerem casuais, feitos no improviso (mesmo que você planeje antes) ou para gerarem a sensação de dinamismo (uma cena de esporte radical, por exemplo, um flagrante ou mesmo algo factual, que você quer mostrar em primeira mão). Se a intenção do vídeo for outra, o melhor é estabilizar a câmera.


Existem tripés de mesa para celular (custam em torno de R$ 25,00), tripés de chão que já vêm com ring light (em torno de R$ 70,00) e até tripés profissionais com estabilizador de movimento (cerca de R$ 1.000,00). Mas aqui vai uma dica valiosa: você pode empilhar livros até o ponto de deixar a lente da câmera na altura dos olhos. Se a gravação é estática, ou seja, se você não precisa que a câmera acompanhe seus movimentos, funciona perfeitamente.


2. Ative as linhas de grade

Outro recurso que melhora a qualidade do seu vídeo são as linhas de grade ou linhas de referência. Em vez de centralizar o objeto na imagem, você usa a regra dos terços (comum na fotografia) para posicionar o que for mais importante no ponto em que as linhas se encontram. Ajuda muito na hora de montar um cenário para gravar os seus vídeos, principalmente para o Youtube, porque aí você distribui melhor os objetos que ajudam a comunicar a mensagem, além de se posicionar no ponto mais adequado da imagem.


Se for gravar na vertical para Instagram ou TikTok, aí este recurso perde importância porque o ideal para os dois apps é que você esteja no centro para aparecer melhor no feed.


3. Faça o balanço de branco (WB)

A função White Balance (WB) permite ajustar a temperatura da imagem, ou seja, deixar os tons mais azulados (frios) ou avermelhados (quente). Este recurso melhora a qualidade da imagem ao compensar a luz do sol, a luz de dias nublados e ainda a luz incandescente ou fluorescente, por exemplo, aproximando a cor de tons mais reais (ou com distorções intencionais).


A função Pro da câmera do celular também possui modos pré-definidos de balanço de branco, que você pode testar se não quiser se aventurar a configurar sozinho.


4. Ajuste o ISO

O ISO é a sensibilidade da câmera à luz. Se você vai gravar num ambiente mal iluminado, pode aumentar o ISO da câmera para que a imagem fique clara. Porém, é necessário tomar cuidado porque a sensibilidade maior provoca ruído (granulação) na imagem e aumenta o risco de a imagem ficar tremida. Com ISO menor, a imagem fica mais nítida, mas você precisa escolher um cenário com iluminação mais adequada.


5. Defina o foco da imagem

Todo celular vem com foco automático. Porém, na função Pro, você pode definir manualmente como prefere captar a imagem. Para obter um resultado mais profissional no seu vídeo, você pode gravar com foco no primeiro plano (a pessoa que fala, por exemplo) e desfocar o cenário ao fundo. A nitidez está, neste caso, no que mais interessa para transmitir o conteúdo.


Isso não significa que o fundo precisa virar um borrão. Use a barra deslizável para ajustar o nível de foco. Se você ativar o modo Macro, a nitidez estará no objeto bem próximo à câmera e o fundo ficará bem desfocado (funciona se você não teve tempo de elaborar o cenário). Se você ativar o modo Paisagem, tudo que aparece na imagem estará nítido, inclusive o que estiver mais distante da câmera.


6. Configure a velocidade do obturador (SS)

A função Pro permite alterar a velocidade do obturador/disparador (SS). O 1/1000 é o mais rápido e permite a entrada de pouca luz, o que melhora a qualidade de imagens em movimento, por exemplo, e evita que fiquem muito claras/estouradas. Se você precisa de mais luz, aumente o tempo de abertura do obturador. Para este caso, use um tripé ou qualquer outra forma de estabilizar a câmera porque assim você reduz o risco de a imagem ficar tremida ou pixelada.


7. Escolha a qualidade da imagem

Você pode definir se vai captar em full, em 3:4 ou em 9:16. A melhor resolução é full (cinema), seguida de 9:16 (comparável à TV de LED) e por último 3:4 (TV de tubo). A comparação com as TVs é uma brincadeira para facilitar a compreensão de que no full você tem maior área de captação em alta resolução, enquanto o 3:4 vai ser mais quadrado.


8. Selecione o tipo de lente

O celular vem, normalmente, com a lente grande-angular como padrão. A grande-angular se assemelha ao olho humano. Mas a nossa dica é gravar com a lente super grande-angular (ultra wide, mais abrangente do que a lente tradicional do celular. A única desvantagem é que ela distorce um pouco as laterais (celulares mais avançados já corrigiram isso de maneira satisfatória), mas aí basta você tomar o cuidado de não posicionar nada relevante nos cantos da imagem.


Outra opção é ativar a lente macro, bem fechada, indicada para detalhes. Ou ainda escolher a lente de profundidade, que desfoca o que está em segundo plano (Modo Retratro aplicado aos vídeos). É aquele efeito de focar na pessoa em primeiro plano e borrar levemente o que está no fundo.


9. Ative o RAW (ou não)

Se você vai gravar no celular e editar num software mais avançado, ative o RAW. Ele cria camadas de imagem que permitem edição de saturação, balanço de branco e outros detalhes profissionais sem que o vídeo perca qualidade. Porém, com o RAW ativo, o arquivo final de vídeo será bem mais pesado. Portanto, se você tem uma necessidade mais básica e não vai editar o vídeo com tanto detalhamento depois, mantenha o formato original.


10. Configure a exposição (EV)

Antes de começar a gravar, teste a exposição (EV). Este recurso permite controlar a quantidade de luz na imagem. Aumentar o EV deixa as imagens mais claras. Logo, reduzir o EV torna o vídeo mais escuro. Levando em conta a iluminação do seu cenário, faça os testes e defina a exposição que será usada.

13 visualizações0 comentário